Red Dead Redemption 2 chegou ao mercado e as espectativas eram muito altas, espectativas tão altas que poderiam não ser alcançadas.

Red Dead Redemption 2 é o primeiro trabalho feito depois do grandioso GTA V, ou seja, já não lançavam nenhum jogo novo a 5 anos. O jogo Red Dead Redemption 2 levou 8 anos a ser produzido e posso desde já dizer que foram 8 anos que acabaram numa aventura incrível pelo velho Oeste.

Este novo título da RockStars envontra-se disponível apenas para PS4 e Xbox One e será lançado mais tarde para o PC tal como aconteceu com o GTA V.

O jogo…

O novo título de Red Dead Redemption 2 passa-se no ano 1899 e coloca o jogador na pele de Arthur Morgan. Este período do Velho Oeste é conhecido como o inicio do declínio do Velho Oeste americano.

Arthur é umnfora da lei de uma temida gangue de Dutch Van Der Linde, um grupo de rebeldes que pratica crimes contra as autoridades e as pessoas ricas de uma zona da América onde tudo ainda estava muito atrasado e a modernidade de leste ainda não tinha chegado.

A dinâmica da gague está no centro da narrativa do jogo e está dividida em capítulos onde no inicio do jogo temos a nossa fuga do comboio das forças da lei. A introdução ao jogo é bastante linear e chega a ser um pouco longa, aprendemos sobre os controlos do jogo e ficamos a conhecer um pouco da personalidade de Arthur.

Para quem jogou o primeiro título de Red Dead Redemption, certamente o nome do chefão da gangue será bem familiar. Na realidade ele é um dos antagonistas do primeiro Red Dead Redemption.

John Marston, o herói da primeira aventura da franquia, também está presente neste jogo, ele é um dos subordinados de Dutch.

O protagonista de Red Dead Redemption 2 tem um grande senso de honra e é dono de um carisma contagiante. Ele é um membro antigo do gangue e é responsável por ajudar Dutch a colocar ordem em todo o caos que a fuga deles criou. Inicialmente Arthur irá procurar abrigo para todo o gangue e posteriormente irá resgatar outras personagens que se perderam no meio da confusão.

Existem ainda as missões paralelas ou secundárias,  essas são totalmente opcionais mas podem até render um bom dinheiro ou itens que nos vao fazer falta na nossa aventura.

O dinheiro que vamos arrecadando pode ser usado para comprar itens, armas, aprimoramentos para o nossa cavalo ou até aprimoramentos para o nosso acampamento. O aprimoramento do acampamento faz com que seja possivel autosustentar-se e este sera o local onde todo o elenco do gangue de Dutch se reúne.

Algo muito interessante é o facto de podermos maltratar um colega do gangue que possa estar a incomodar-nos, mas isso reflete-se na forma como os outros membros podem vir a tratar-nos e é incrivel ver como o sistema transforma as nossas escolhas em centenas ou milhares de falas gravadas pelos mais de mil atores que trabalharam com a RockStar.

Jogabilidade…

O mundo de Red Dead Redemption 2 não é como o que podemos ver no anterior título onde as planícies e cânions prevaleciam perante um vasto mapa.

Podemos dizer que existe um ele entre os dois jogos que se chama “Blackwater”, mas o restante do mapa do novo jogo está muito mais rico com ambientes onde temos uma maior e mais diversificada fauna e flora.

Temos cenários montanhosos, pântanos, rios, florestas, cidades pequenas e algumas cidades um pouco maiores e mais elaboradas.


Cada zona do mapa tem a sua vegetação característica e também podem ter animais específicos. Por exemplo, os jacarés só aparecem nas zonas de pântano enquantonque os bisontes se encontram nas planícies e planaltos. No que toca a natureza, esta funciona um pouco como a natureza da vida real… Se por acaso temos uma carcaça largada em algum local, logo aparecem os abutres e os corvos para tratar dos restos que apoderecem ao ar livre.

Gostei da distribuição tanto de vegetação como de animais em foco o mapa de Red Dead Redemption 2, o mapa ficou mais vivo e tem um maior destaque quando comparado com GTA V ou ate mesmo com Assassin Creed: Odyssey.

A personalização da nossa personagem, armas e cavalos chegou a outro nível. A personalização de Arthur tem milhares de possibilidades de customização e isso faz com que a nossa personagem possa ser única dentro do universo de Red Dead Redemption 2.

As armas e as celas dos cavalos também são personalizáveis, não existem muitos tipos de celas para escolher mas temos de ter em atenção que ainda estamos no início e podemos ainda escolher uma cor para aplicar na cela. Acontece o mesmo com as armas, ainda não ha muitas personalizações mas já é possivel fazer algumas bem interessantes, podemos também pintarvas armas (algumas) com uma cor ao nosso gosto.

Mas se uma s personalizações são meramente estéticas, outras têm um real impacto no desenrolar do jogo. Por exemplo, se formos para a neve, convém equipar uma roupa mais pesada e quente para que a nossa vida não se desgaste. Até podem ser mudanças que muitos não levem em conta, mas é o que faz com que tudo faça sentido em Red Dead Redemption 2.

Outro ponto interessante é que mesmo sendo um fora da lei, cabe a nós a decisão de ter mais ou menos honra. Tudo depende se ajudamos os civis em situações de aperto ou até mesmo de vida ou morte, ou então se não queremos simplesmente saber e só queremos é mesmo sangue…

Gráficos…

A nível visual, Red Dead Redemption 2 está bastante realista e a grande maioria dos objetos de jogo reagem aos efeitos climáticos como as arvores a balançar ao sabor do vento, o nevoeiro a atravessar largas zonas de floresta, a chuva a bater nos objetos e muito mais.

Posso dizer que este jogo tem tudo para ser um dos melhores do ano, e tendo em conta a variedadee o pormenor que colocaram neste jogo acredito que isso possa vir a acontecer.

Som…

Este foi um ponto que me surpreendeu, mesmo eu estando com as espectativas bem elevadas…

Como jogo com os Razer Thesher PS4, eles captam todos os sons e mais alguns, e foi interessante captar os mais variados sons que dão vida não mundo de Red Dead Redemption 2. Incrível conseguir ouvir os gritos agonizantes de alguem que ficou preso numa armadilha para ursos, ou então os tiros ou o galopar de num ou mais cavalos. Todos os sons do jogo estão muito bem conseguidos e dão uma imersão muito maior ao jogo.

Este jogo está incrivelmente bem desenhado e o facto de nos conseguir-mos orientar através dos sons faz deste jogo uma experiência sensorial nunca antes vista num videojogo.

Conclusão…

Podemos com isto dizer que Red Dead Redemption 2 tem muitissimos pontos positivos mas nao podemos dizer que esta a 100% pois ainda há algumas coisas a serem melhoradas.

A história do jogo é incrivel e tem uma variedade de missões bem incrivel. O elenco da historia é dos mais gigantescos que alguma vez eu ja vi e está muito bem desenvolvido. O jogo conta ainda com mais de 200 especies de animais e uma fauna e flora que causa inveja a qualquer jogo que possa ter chegado ao mercado até aos dias de hoje.

O jogo conta com uma jogabilidade bem fluida e mesmo quando vamos a cavalgar a alta velocidade nao sentimos qualquer tipo de quebra na passagem entre zonas do mapa. Um ponto muito bem vindo foi o “Olho da Morte” que deixa tudo em câmera lenta por uns segundos e nos permite alvejar um ou mzis inimigos com tiros certeiros.

Red Dead Redemption 2 é o grande sucessor de um dos melhores jogos da geração da PS3 e Xbox 360 e vem honrar e superar tudo o que poderiamos imaginar.

A Rockstar está de parabéns pelo excelente trabalho e agora resta esperar para ver o que os DLC's nos vao trazer de novo. Este é um jogo recomendado e sem duvida ira ser um dos jogos do ano.

Nota: 10

Positivo…   Negativo…
Graficos impressionantes.   Falta o modo online no lançamento.
Trilhas sonoras muito boas.    
História do jogo muito bem criada.    
Diversidade de personagens.    
Graficos impressionantes.    
Regresso do “Olho da Morte”