Last News :2014, promete ser mais um ano em grande.
Destiny
inFAMOUS First Light
Surgeon Simulator: Anniversary Edition
Metro Redux
Diablo III Reapers of Souls

Destiny

 Destiny foi sem dúvida alguma um dos jogos que eu mais ouvi falar nos últimos meses, sem dúvida que a equipa de marketing da Activision trabalhou muito para que os jogadores ficassem com o nome Destiny em mente. Vimos vídeos de acção ao v...

inFAMOUS First Light

Infamous Second Son, foi um dos principais jogos desde o lançamento da PS4 para o mercado, de seguida tivemos The Last of Us Remastered, mas inicialmente o grande titulo para a nova consola da Sony foi mesmo Infamous Second Son. A produtora é a S...

Surgeon Simulator: Anniversary Edition

A muitos anos que quando queremos encontrar um simulador, temos de procurar para PC, pois infelizmente é raro encontrar esse tipo de jogo para uma consola tradicional. Mas com a nova geração de consolas, parece que isso poderá mudar um pouco, t...

Metro Redux

Uma das maiores queixas referentes a nova geração de consolas (PS4 e Xbox One), era sem dúvida a escassez de jogos, algo que eu concordo plenamente. Mas eis que começam a chegar as versões rematizadas de jogos da anterior geração de consolas (...

Diablo III Reapers of Souls

Quando foi anunciado o jogo Diablo III para PS4, eu fiquei admiradissimo pois o jogo já era muito bom na consola da geração anterior (PS3). O que pensei foi, se já é muito bom na PS3, então na PS4 vai ser brutal, afinal de contas os recursos da...

Pontuação

Pontuação

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
18 Set 2011
by Perplera

Sistema de Pontuação Strong Player

Sabemos que muitos já se perguntaram sobre quais os critérios que usamos para pontuar um jogo. Vejam abaixo quais os nossos critérios...

Um sistema de pontuação nunca é do agrado de todos os leitores e análistas.
A nossa equipa usava um sistema de percentagens do estilo 7,7 ou 5,3.
O que é certo é que na pontuação de 1 a 10 dar a pontuação de 5,3 ou de 5 é a mesma coisa pois não deixa de estar na faixa de pontuação 5.
Por isso mesmo a nossa equipa vai começar a aplicar um sistema de pontuação inteiro.

Atribuir uma nota a um jogo é quase uma odisseia, mas nós decidimos simplifica-lo.
Se o jogo é bom, para o analista, recebe uma boa nota.
Se o jogo for fraco, então podem ter a certeza que a verdade vai doer.
Todos os jogos que se encontrarem numa escala média, esses vão ser uma dor de cabeça pois alguns vão sempre achar que o jogo merecia uma melhor ou pior pontuação, mas disso não vamos conseguir fugir, impossível agradara gregos e troianos.

Dez

A nota de dez diz-nos que da perspectiva da avaliação do analista este é um jogo que tem de ser adquirido.
É o melhor dos melhores dentro do género e a Strong Player raramente o atribui.
Porque será?

Gastaríamos também de frisar que não existem 10 perfeitos pois todo o jogo, por mais perfeito que seja tem sempre algo que é criticado.

O jogo a que é atribuído um dez é um jogo que tem como maioria os aspectos positivos e quase são nulos os aspectos negativos.
É algo inovador e a nível estético é muito bem-sucedido, contem níveis de dificuldade muito bem equilibrados e no que toca a nível técnico é impressionante e visivelmente perfeito.

Um jogo com pontuação 10 não deixa dúvida de que o jogador está a jogar algo de grande qualidade do inicio ao fim.

Nove é quase dez.

Um jogo que recebe um nove podemos dizer que é um exemplo para o seu género e que ficará muito bem na colecção de jogos de qualquer um.
Os que procuram pelos melhores jogos de um género não ficam mal servidos com um jogo de pontuação 9.
Mas não se esqueçam, é um 9 e quer dizer que algumas das imperfeições já se começam a notar.

O jogo é apreciado na totalidade apesar de algumas imperfeições.
Alguns dos pontos avaliados podem ter-nos deixado a pensar um pouco mas com esses pontos podemos nós bem.

Oito é um número bonito

A pontuação oito é complicada visto ser um jogo digno de fazer parte das prateleiras dos fãs, mas é um número complicado no sentido de não ser tão apreciado pelos jogadores mais comuns. Mas aconselho a pelo menos tentar experimentar a demo ou pedi-lo emprestado a conhecidos mas tendo em mente que não vai necessariamente agradar a todos os que experimentarem o jogo.

Várias falhas menores e outros pormenores podem resultar nesta nota.

Sete - Não tão perto do céu

Um sete para a Strong Player é algo que exige um olhar atento antes da compra, porque podem apostar que vários jogos muito bem cotados ao longo dos anos receberão setes.
Se forem fãs do género, existe uma grande probabilidade do jogo vos agradar e muito.

Ao longo dos anos, o sete tornou-se quase a nota para jogos “médios”, mas isto é algo que pode não ser bem verdade pois por vezes são pequenas falas que atiram excelentes jogos para a pontuação sete.
Muitas publicações não querem dar, especialmente a jogos com grandes campanhas publicitárias, notas mais baixas que isto. Por muitos é considerada como a barreira psicológica que faz as pessoas decidirem se compram ou não um jogo. Para a Strong Player, um sete é um bom jogo, mas que tem, provavelmente, várias falhas que trazem todo o jogo para baixo, prejudicando a sua qualidade e o entretenimento que se pode retirar do jogo.

Seis - Diverte-te ?

Um jogo que receba a nota de seis é “bom”, e muitos dos fãs do género vão gostar dele, mas deve ser encarado com uma certa cautela. Não é bom o suficiente para que se considere comprá-lo sem primeiro investigar mas, dependendo dos gostos e tolerância de certos problemas, pode ser algo que não tenham vergonha de ter comprado.
Seis não é uma nota desastrosa de maneira alguma – é a primeira nota no “caminho para cima” daquilo que consideramos um “bom” jogo – tinha o potencial para ser melhor, mas sofre falhas em áreas cruciais.

Cinco – Suficientemente bom para sobreviver?

Cinco é onde realmente começam a temer pela qualidade do jogo. É a nota que diz “não compres isto a menos que tenhas de ter todos os jogos de um certo genero”.
É um jogo que tinha potencial para ser bom, mas simplesmente acabou cheio de problemas que a maioria dos jogadores simplesmente não pode tolerar.
É jogável, mas é de tal forma genérico e sem inspiração que nos perguntamos como foi lançado.

Um cinco não é um desastre. De facto aqueles que nunca jogaram os jogos superiores do mesmo género podem até retirar bastante divertimento dele

Quatro – Entrada na alçada do mau

Quando vêm um quatro em dez, sabem que o analista teve uma experiência bastante miserável e está a dizer-vos para se afastarem cautelosamente. Algures existirá algo que se assemelha a jogabilidade, mas é o tipo de jogo que nem emprestado se quer.
Talvez tenha algumas características de monta, pode ser tecnicamente aceitável com gráficos decentes e totalmente estragado pela sua jogabilidade.

Três - Para mim não, passo.

Agora entramos no domínio dos jogos que nos fazem desesperar, um jogo que tem tantas falhas e de tal forma graves que temos a perfeita noção que até o estúdio e a editora estão envergonhados do que acabaram de lançar. Neste patamar, a maioria das companhias optam por fazer “controlo do dano” e simplesmente não disponibilizam código de análise.
Concerteza vão desejar o vosso dinheiro de volta e vão informar todos os vossos conhecidos, que tenham interesse na indústria, para se manterem os mais afastados possível do jogo. Ou então vão mostrá-lo, só para os divertir; ou, quem sabe, castigá-los.

Dois - Tão benévolo como a gripe

Evitar a todo o custo – tão agradável como queimar uma nota de duzentos euros.
Raramente vão ver jogos a receber esta nota na Strong Player, e existe uma boa razão para isso.
As editoras sabem que não devem fazer-nos chegar este tipo de jogos.
Esforços que nem deviam ser lançados ao mesmo preço dos outros títulos.

Um – Um copo de veneno, por-favor.

Apenas os jogos realmente danificados se qualificam para esta honrosa distinção.
E não é preciso muita inteligência para perceber que adquirir uma destas pérolas apenas faz sentido sob o efeito de estupefacientes.
Mas os jogos vendem. Tudo o que uma editora precisa é de uma licença popular e até podia meter fezes dentro de uma caixa.
Um jogo que receba “um” na nossa escala tem problemas a um nível de tal forma primário que encarar o disco é o suficiente para sofrer danos cerebrais. Muito poucos jogos destes aparecem nas lojas, mas a verdade é que eles existem. Cuidado.

      Contactos       Acordo de Privacidade       Estatuto Editorial       Sobre Nós