REVIEW – Fable Heroes

REVIEW – Fable Heroes

Julho 14, 2012 Não Por Perplera

Este jogo começou com uma espécie de brincadeira e acabou por tornar-se algo bem real.

Um grupo de produtores da Lionhead criou e apresentou durante o chamado “Creative Day”, um dia que a Lionhead reserva para qualquer membro apresentar as suas ideias. O que é certo é que este projecto que no início era uma brincadeira acabou por ter luz verde para avançar.

O estúdio encarregou um grupo de cinco pessoas de tornar Fable Heroes uma realidade para o Xbox Live Arcade.

 

Para aqueles que conhecem a série Fable eu dou um conselho, esqueçam tudo o que sabem de Fable e entrem neste jogo de mente vazia. Fable Heroes apenas retira alguns nomes do jogo e uma ou outra referência de resto é um jogo completamente diferente. Este jogo foi desenhado para ser jogado cooperativamente.

As personagens são as mesmas da história de Fable, os fãs da série facilmente se vão recordar de cada um deles. O jogo aparentemente parece ser criado para crianças mas assim que começamos a jogar este título apercebemo-nos que não é bem assim, mas nota-se que a produtora teve o público mais jovem em grande conta.

Ao percorrer cada nível pudemos aperceber-nos que cada local é baseado nas histórias originais de Fable.

A ação do jogo é simples e intuitiva, não tem como o jogador se perder. Existe um botão para o ataque predefinido, um botão para um ataque mais lento mas muito mais poderoso.

O jogo está carregado de inimigos e objetos para destruir. Na minha opinião este jogo torna-se rapidamente repetitivo e enfadonho.

É certo que se este jogo for jogado com amigos acaba por se tornar bem mais interessante, se não tiver amigos disponíveis pode sempre jogar o modo online na companhia de estranhos, façam o que tiverem a fazer mas não joguem sozinhos.

Algo interessante no jogo é que o tipo de decisões que tomamos tem influência no jogo, tal como acontece na série original. Quando caminhamos no jogo e paramos numa encruzilhada cada caminho nos conduz a um Boss final ou a um mini-jogo. Digno de nota é que os mini-jogos são mais divertidos do que os Bosses.

Digam lá que rematar galinhas para uma baliza não nos parece mais animador…

 

A progressão das personagens no jogo funciona como se fosse um jogo de tabuleiro, atiramos dados e avançamos pelas várias casas onde vamos poder comprar upgrades para equipar a nossa personagem e assim torná-la mais poderosa.

Para poder comprar os tão apetecíveis upgrades precisamos de moedas, é onde podemos encontrar essas moedas… A resposta é… As moedas podem ser adquiridas quando terminamos um nível, quando destruímos tudo o que existe dentro do nível ou seja quase tudo nos faz ganhar moedas.

Mas isso vai obrigar-nos a repetir níveis e níveis para podermos ganhar moedas. Ao ganhar essas moedas vamos ficar mais eficientes a repetir níveis e vai tornar-se um siclo frustrante e sem fim.

Sabem algo engraçado, quando eu digo que o jogo deve ser jogado com amigos e não sozinho, tudo isso muda de figura quando o jogador percebe que apanhar moedas é mais importante do que derrotar o inimigo. Vai deixar de ter importância se já completaram o nível duas ou cinco vezes, o que é importante é apanhar moedas.

 

Existem uns baús espalhados por todos os níveis, alguns contêm recompensas outros contêm efeito Buff que poderá ser bom ou mau para o membro do grupo que for escolhido aleatoriamente.

Falando em personagens, existe um total de doze personagens mas duas delas pelos vistos só vamos poder usar assim que jogarmos Fable: The Journey, enfim, vá-se lá entender o pessoal do Marketing. No que toca ao Gold (as famosas moedinhas) que acumulamos em Fable Heroes, parece que vamos poder usá-las em Fable : The Journey.

 

Devido ao seu mundo místico e de fantasia, o jogo Fable tornou-se um dos nomes ligados a marca Xbox. Já Fable Heroes mostrou ser o oposto, um jogo pobre e que na minha opinião é só mais um que se encontra na Xbox Live. Um jogo sem grande personalidade que se torna rapidamente aborrecido.

 

NOTA: 5/10

Positivo
    Negativo