Six Days In Fallujah recria histórias verdadeiras da batalha mais dificil da guerra do Iraque

Six Days In Fallujah recria histórias verdadeiras da batalha mais dificil da guerra do Iraque

Fevereiro 11, 2021 Não Por Perplera

A Victura e a Highwire Games anunciaram hoje Six Days in Fallujah, um shooter militar tático em primeira pessoa baseado em histórias reais da Segunda Batalha de Fallujah de 2004, que chegará ao PC e consolas em 2021. Originalmente anunciado pela Atomic Games em 2009, Six Days in Fallujah regressa com uma nova editora, nova produtora e um jogo totalmente novo com muitos dos membros da equipa principal que criou os jogos originais de Halo e Destiny.

“Às vezes, a única maneira de entender o que é verdade é experimentar a realidade por nós mesmos”, diz o ex-sargento da Marinha Eddie Garcia, que foi ferido durante a Batalha de Fallujah e propôs a ideia original para Six Days in Fallujah em 2005. “A guerra está cheia de incertezas e escolhas difíceis que não podem ser compreendidas ao assistir alguém na TV ou no cinema que faz essas escolhas por ti. Os videojogos podem ajudar-nos a todos a entender os eventos do mundo real de uma forma que outros meios não conseguem.”

YouTube video

A Segunda Batalha de Fallujah começou em 2004 depois da Al Qaeda assumir o controlo de uma das principais cidades do Iraque. A batalha provou ser o conflito militar mais difícil para as forças ocidentais desde 1968.

A Atomic Games anunciou Six Days in Fallujah em 2009, mas viu o título ser abandonado pela sua editora original após a controvérsia sobre a capacidade dos videojogos cobrirem eventos desafiadores do mundo real. A Victura é uma editora e produtora fundada em 2016 pelo ex-CEO da Atomic Games, Peter Tamte, com o objetivo de trazer um novo Six Days in Fallujah para os jogadores, juntamente com outros jogos baseados em histórias verídicas.

Trabalhando em parceria com fuzileiros navais e soldados da linha da frente que lutaram na Batalha de Fallujah, a Victura e a Highwire passaram mais de três anos a construir tecnologias e mecânicas de jogo únicas que aproximam os jogadores da incerteza e táticas de combate moderno que outros videojogos exploraram.

Mais de 100 fuzileiros navais, soldados e civis iraquianos que estiveram presentes durante a Segunda Batalha de Fallujah partilharam as suas histórias pessoais, fotografias e gravações de vídeo com a equipa de desenvolvimento. O jogo dá voz a essas histórias por meio da jogabilidade e dos relatos em primeira pessoa capturados nas entrevistas documentais originais. Six Days in Fallujah tem como objetivo ser o shooter militar mais autêntico até hoje e contar essas histórias militares e civis com a integridade que elas merecem.

“É difícil entender como funciona exatamente o combate através de pessoas falsas a fazer coisas falsas em lugares falsos”, disse Peter Tamte, CEO da Victura. “Esta geração mostrou sacrifício e coragem no Iraque de forma tão notável como qualquer outro ponto na história. E agora, estão a oferecer a todos nós uma nova maneira de entender um dos eventos mais importantes do nosso século. É hora de desafiar estereótipos desatualizados sobre o que os videojogos podem ser.”

Six Days in Fallujah será lançado no PC e consolas em 2021. A Victura anunciará mais detalhes sobre Six Days in Fallujah nas próximas semanas.

Um pouco mais sobre o autor…

O Bruno Costa é o editor e supervisor dos conteúdos da Strong Player. É o principal editor que distribui o seu tempo entre criação de notícias, reviews e desenvolvimento de artigos com curiosidades. Gosta de uma variedade de jogos bem extensa mas a sua preferência vai para os jogos de Zombies e para jogos com um modo história envolvente. Adora jogos de ação de mundo aberto com modo multiplayer e o seu preferido é o The Division 2.